Transformação digital na segurança: como inovar os processos de forma efetiva?

Transformação digital na segurança: como inovar os processos de forma efetiva?

A crise sanitária global causada pela pandemia tomou proporções maiores no Brasil em função do impacto político e econômico, gerando cenários incertos às pessoas e às organizações. Vimos o crescimento da criminalidade como um dos indicadores que reforçou essas mudanças porque, na segurança, a necessidade de adaptação foi instantânea justamente por ser um dos setores considerados essenciais pelas autoridades.

Consequentemente, as novas demandas impulsionaram a transformação digital na área de segurança empresarial. Este movimento, que ocorria num ritmo mais lento, passou a seguir um curso acelerado. Neste sentido, é importante estar atento para que não as ações não se voltem apenas para a criação de uma estrutura amplamente tecnológica, que efetivamente não traz os resultados esperados.

Passamos a perceber inúmeros movimentos de inovação, tais como os softwares de Inteligência Artificial, que analisam sons e imagens; as câmeras térmicas ou com altíssima resolução, que ajudam nos controles de acessos; os novos modelos de biometrias digitais sem contato físico; assim como a utilização de drones com voos autônomos, entre outras iniciativas que ampliam a automação nos processos de segurança.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions sobre o mercado. Para conferir o conteúdo original, visite o site Revista Segurança Eletrônica.


Artigo escrito por Equipe ISC Brasil | Ver todos os artigos de Equipe ISC Brasil