Reconhecimento facial por redes neurais ganha mercado no Brasil

Reconhecimento facial por redes neurais ganha mercado no Brasil

Por Eduardo Boni – Diretor de Conteúdo na SECURITY BUSINESS

O reconhecimento facial por redes neurais ganha mercado no Brasil. Recentemente, a integradora Asper adquiriu os direitos da tecnologia de reconhecimento facial da empresa russa Ntechlab, especialista em ferramentas de redes neurais.

A ferramenta da companhia russa tem como base o uso do algoritmo de reconhecimento FindFace e possibilita a identificação de uma pessoa em uma multidão em milhares de frações de segundo.

Para chegar ao algoritmo escolhido, os testes foram realizados em São Paulo, onde fica uma das filiais da empresa. 

Desde 2017, as soluções da NtechLab estão funcionando como parte do sistema de vigilância por vídeo da cidade de Moscou, operado pelo Departamento de Tecnologia da Informação da cidade. A empresa possui parceiros em mais de 100 países em todo o mundo.

Leia também: Estados Unidos trabalham em drone militar capaz de voar por 90 dias seguidos

Segundo Arthur Gonçalves, CEO da Asper, todos os setores podem ganhar mais produtividade e assertividade com a ferramenta, já que a empresa tem elaborado projetos que vão desde controle de acesso, até identificação do uso EPIs, além de controle de filas, estoques e gestão de linhas de produção.

O investimento da Asper vem em um momento em que a aplicação de tecnologias de reconhecimento facial ganham impulso no Brasil, com o projeto Embarque+Seguro, cujos testes de embarque em aeroportos já dispensam a apresentação de documento com foto.

Esta é uma curadoria de conteúdo da RX Brasil sobre tecnologias de reconhecimento facial. Para continuar lendo, acesse o conteúdo original no site Security Business.


Artigo escrito por Equipe ISC Brasil | Ver todos os artigos de Equipe ISC Brasil