5 tendências de controle de acesso para 2021

5 tendências de controle de acesso para 2021

Embora o interesse no controle de acesso já estivesse crescendo, a pandemia COVID-19 acelerou ainda mais a adoção dessas tecnologias.

Além de proteger e controlar as instalações, o controle de acesso agora está sendo usado para ajudar a controlar a disseminação do COVID-19 por meio de soluções móveis e de nuvem inovadoras.

Portanto, não deve ser surpresa que essas áreas apareçam nas tendências de controle de acesso de 2021.

1- Controle de acesso móvel

O uso de credenciais baseadas em dispositivos móveis é a evolução orgânica para a indústria de segurança física e controle de acesso. 93% de toda a população dos Estados Unidos usa um smartphone e carrega o dispositivo 24h por dia. Como alternativa, cartões-chave são inconvenientes, marcando como o segundo item mais esquecido. Como a maioria dos cartões-chave são cartões RFID de proximidade não criptografados que podem ser clonados facilmente, as credenciais móveis também oferecem uma solução mais segura. Conveniente e mais seguro, estamos vendo uma forte mudança em direção ao controle de acesso móvel.

2- Segurança baseada em nuvem

A segurança física está vendo uma forte mudança em direção ao controle de acesso baseado em nuvem, devido aos enormes benefícios fornecidos em termos de melhorias operacionais, maior segurança e fácil gerenciamento de acesso em vários locais para colher os benefícios da escalabilidade ilimitada.

O gerenciamento de acesso multi-site foi anteriormente uma experiência seriamente abaixo do ideal. Por exemplo, se um funcionário estiver visitando uma filial diferente, será necessária uma notificação com vários dias de antecedência para se preparar para sua chegada em termos de segurança e acesso. Processos manuais como esses, além de inconvenientes, resultam em maior vazamento de credenciais e inconsistências de segurança.

A adoção de sistemas baseados em nuvem tornou-se uma tendência emergente devido à capacidade de gerenciar vários sites em um único sistema. Os níveis de acesso podem ser facilmente gerenciados em todos os sites. Além disso, é possível gerenciar uma infraestrutura global sem comprometer a segurança ou a conveniência. Na verdade, a segurança é reforçada e a conveniência é maior nesse ambiente.

3- Autenticação multifator

As abordagens multifator e multimodal apresentam benefícios significativos. A autenticação multifator é mais segura do que a autenticação de fator único. Ele também ajuda as organizações a se sentirem mais confortáveis ​​com o login único, e o login único é o favorito dos usuários porque simplifica muito o acesso à rede. Além disso, a autenticação multifatorial pode ser exigida por regulamentação para lidar com informações de identificação pessoal.

A autenticação multifator é frequentemente usada por consumidores ao alterar as senhas de contas ou realizar transações online; eles serão instruídos a inserir um PIN enviado por SMS ou e-mail, por exemplo, para verificar a identidade. Elas são chamadas de notificações push e são as favoritas da empresa de pesquisa e analista Gartner. O Gartner previu que 50% das empresas que usam autenticação móvel a adotariam como seu método de verificação principal até o final de 2019.

4- Tecnologia biométrica

A biometria existe há décadas no segmento de controle de acesso, limitada pelo alto custo, problemas de precisão, questões de privacidade e outros problemas. Mas, com a queda dos preços, a melhoria da qualidade e as preocupações com a privacidade, tornando-se uma tecnologia de controle de acesso viável na era COVID-19. Com o avanço e a inovação na tecnologia de controle de acesso por reconhecimento facial, a instalação é econômica e pode competir com o custo de sistemas alternativos de cartão-chave.

A autoinscrição instantânea e a integração simples tornaram o reconhecimento facial mais acessível do que antes. Os painéis de nuvem permitem que os administradores centralizem o gerenciamento de acesso. No mundo COVID-19 e além, o reconhecimento facial será uma forma crítica de autenticação, dada a experiência sem toque. Implementações anteriores de sistemas de controle de acesso por reconhecimento facial sofreram de baixa precisão, problemas de anti-spoofing e falta de controles de privacidade. Mas os avanços nos últimos anos catapultaram a tecnologia para o meio.

5- Modelo de negócios baseado em assinatura

Tradicionalmente, o controle de acesso tem sido um modelo de negócios impulsionado pelas vendas de hardware. Você compra leitores, cartões-chave e painéis da distribuição e tem um integrador para montar e programar o servidor local. As atualizações precisam ser programadas manualmente e uma equipe de TI é necessária para a operação. Os tempos mudam, assim como nossa cultura e cenário de segurança. E assim, este modelo está sendo eliminado e substituído por controle de acesso baseado em assinatura operado a partir da nuvem para dar aos usuários finais o controle e a flexibilidade que desejam.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions sobre o mercado. Para conferir o conteúdo original, visite o site Revista Segurança Eletrônica.


Artigo escrito por Equipe ISC Brasil | Ver todos os artigos de Equipe ISC Brasil